terça-feira, 30 de novembro de 2010

Pedidos de iniciação de candidatos

Encaminhados pela ARLS 13 DE SETEMBRO



ALAÉCIO OLIMPIO DE ALMEIDA, nascido em 20.07.1967 em Francisco Dantas-RN, filho de Francisco de Assis Filho e de Necí Olimpia de Almeida, casado com Francisca Wellivânia Silveira Gomes Almeida. Profissão: Professor. Tem dois filhos.


FRANCISCO CARLYELSON DE OLIVEIRA COSTA, nascido em 11.01. 1967 em Mossoró-RN, filho de José Evaristo de Oliveira e de Marli Medeiros Costa de Oliveira, casado com Maria C. Pereira de Souza Costa. Profissão: Enfermeiro. Tem uma filha.


HUGO RICARDO FERNANDES TORRES, nascido em 17.01.1986 em Pau dos Ferros- RN,filho de Francisco das Chagas Vieira Torres e de Tereza Neuma Fernandes Torres, solteiro. Profissão: Auxiliar de Contabilidade.


JOSÉ AUGUSTO SOARES, nascido em 30.06.1965 em Severiano Melo-RN, filho de Adonias Soares de Souza e de Francisca Lima de Aguiar. Divorciado. Profissão Bancário.


JOSÉ HUDSON DE AQUINO FREITAS, nascido em 29.12.1983 em Pau dos Ferros-RN, filho de Omar de Freitas Barreto e de Maria Genilda de Aquino Freitas, casado com Hildéricia de Sena Sarmento Freitas. Profissão: Advogado. Tem um filho.


JOSÉ RIBAMAR GOMES, nascido em 25.10.1964 em Souza-PB, filho de Nicacio Gomes dos Santos e de Francisca Estrela Gomes. Casado com Maria Madalena Pinheiro Gomes. Profissão: Comerciante.


SEVERINO ALVES DE OLIVEIRA FILHO, nascido em 21.07.1968, em Pau dos Ferros-RN, filho de Severino Alves de Oliveira e de Joana Eliziaria de Oliveira. Casado com Maria do Socorro Souza de Oliveira. Profissão: Radialista. Tem três filhos. 

ESTUDO


O Paganismo na Maçonaria Simbólica
Thomas de Toledo

Muitos irmãos deixam despercebidas as fortes influências que a Maçonaria herdou de algumas tradições pagãs, devido à importância que tem em nossos ritos a tradição judaico-cristã. No entanto, seus símbolos mais importantes estão diretamente vinculados aos cultos ancestrais, especialmente egípcios e greco-romanos. Recuperemos alguns deles.

Em primeiro lugar, no Or.’., onde se localiza o V.’.M.’., temos o Sol e a Lua. Estes símbolos representam as primeiras divindades cultuadas pelos humanos, seja pelos xamãs, celtas, gregos, egípcios ou quaisquer tradições pagãs. Em nossos Templos, a polaridade masculina é representada pela força solar, e a polaridade feminina pela força lunar. Ambas são unidas sob o Delta, formando o Triângulo Supremo da Cabala (Kether-Chokmak-Binah). Dentro do Delta temos o “Olho que tudo vê”, que nos remete ao Egito Antigo, ao Olho de Hórus, símbolo das Escolas de Mistérios às quais os Altos Sacerdotes foram iniciados.

Hórus tinha dois olhos: um era a Lua, o outro era o Sol; o Delta é, portanto, seu Terceiro Olho, sua visão superior. Hórus feriu seu olho na batalha contra Seth. Hórus representa as virtudes de um ser espiritual, e Seth os vícios da animalidade; portanto, as cores brancas e pretas do pavimento mosaico. Hórus recuperou o trono egípcio, que foi tirado à força de seu pai, Osíris, que foi assassinado por Seth. Assim, Hórus tornou-se o filho da viúva, Ísis. Como Hiram Abiff, Osíris venceu a morte, e novamente temos a trindade: Osíris (Sol), Ísis (Lua) e Hórus (Delta). Vale lembrar que no Livro Egípcio dos Mortos (Sair à Luz), existem várias referências à acácia como planta associada à ressurreição e à imortalidade.

O que caracteriza Hórus são os valores que o guia, representados pela deusa Maat, que com suas asas espalha a verdade e a justiça. Reparem que em toda representação de Maat, ela tem as asas abertas ou em ângulo reto formando uma esquadria em 90ª graus. Portanto, seu simbolismo está ligado ao esquadro, à régua, ao nível e ao prumo. Reparem que sempre que um egípcio está adorando uma divindade, ele aparece com a perna esquerda à frente da direita formando um Triângulo Retângulo.

Os egípcios também possuíam ordens de arquitetos, dos quais se destaca a do sábio ImHotep, construtor da pirâmide escalonada de Saqqara. Segundo Jorge Adoum (Mago Jeffa), em sua coleção de livros “O que é a Maçonaria”, as pirâmides eram grandes templos de iniciação. Vejam que os Templos egípcios são quadrilongos, com exceção do Templo de Hatsepsuth que tem três andares, e cada um representa uma divindade, sendo o terceiro dedicado à Osíris.

Apesar de as duas colunas de nossas Lojas serem denominadas J.’. e B.’., como uma herança da construção do Templo de Salomão, vale recordar que o povo hebreu teve muita influência egípcia. Ao visitarmos qualquer templo da Terra dos Faraós, vemos sempre dois obeliscos na entrada, que assim como os do Templo de Salomão, descritos na Torá, são colunas nada sustentam. Da mesma forma, recordam os hieróglifos egípcios Was e Teth, que representam Força e Estabilidade, e que se unem à Ankh, a vida.

Simbolizando no Rito Brasileiro a Sabedoria, a Força e a Beleza, temos as estátuas de Minerva, Hércules e Afrodite. As duas deusas são do panteão Greco-Romano e o Herói é um semi-deus, filho dos deuses. Da mesma forma, as colunas das ordens arquitetônicas Dóricas, Jônicas e Coríntias remetem-nos à esta tradição pagã.

As doze colunas zodiacais são outra influência pagã grego-romana, assim como os planetas que se distribuem pelo teto do Templo Maçônico. Apesar de a divisão zodiacal ter origem nos cultos sumérios (onde surgiu a águia bicéfala) e babilônicos, elas foram adaptadas à cultura grega e depois à romana. Para isto, basta observar também a associação feita em seu simbolismo com os quatro elementos que regem cada um dos signos e planetas. Planetas, que aliás, têm exatamente o nome de deuses romanos.

Qualquer iniciação aos quatro elementos remete às escolas de Pitágoras e de Platão, que tiveram suas iniciações no Egito. Como a Maçonaria é uma ordem iniciática, ficaria incompleto se não mencionasse Thot, que quando encarnado foi conhecido por Hermes Trismegisto, ou três vezes grande. Thot é o senhor do verbo divino, e, portanto, representa o poder sagrado das palavras.

Como sabemos, todo maçom é identificado com o Bode. O Bode talvez seja o mais pagão de todos os símbolos. No Egito havia o culto a Bode de Mendes. Para os nórdicos, o filho de Odin e Frigga, Thor, dirigia um carro puxado por dois bodes. Para os gregos, o deus Pã, com perna e chifre de bode representa a alegria e a música. Da mesma forma que os cultos dionisíacos gregos também se associam ao Bode. Finalmente, o Bode é o guardião do Templo de Salomão. Para os hebreus haviam dois Bodes: o expiatório que unia os pecados de todos e era solto vivo no deserto, e o Bode divino, que era sacrificado em honra ao Deus de Israel. Por isto, Baphomet era associado ao Bode como um símbolo Templário.

Para finalizar, vale lembrar que toda tradição pagã fundamenta-se nos movimentos da Terra e dos astros. Estando no Hemisfério Norte, o Sol nasce no Oriente e percorre seu caminho pelo Sul em direção ao Ocidente. No Egito, o Sol é o deus Rá, e ele faz este trajeto na barca dos milhões de anos. Quando ele chega ao Ocidente, passa ao mundo inferior (Norte), onde enfrenta a serpente Apopis, da qual sempre sai vitorioso para nascer novamente no Oriente. 

AGENDA MAÇÔNICA - 30/11/2010

Hoje é dia de Sessão Maçônica nas Oficinas abaixo:



Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.27 de Dezembro nº 04
Fundada em 08/09/1954 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua São José,306 - Centro - Cx. Postal 27
CEP 59.500-000 - Macau-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Coronel Fausto nº 05
Fundada em 19/03/1957 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Maria Lúcia de Góis, 26, IPE
CEP 59.655-000 - Areia Branca-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Bartolomeu Fagundes nº 08
Fundada em 05/08/1964 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Alexandrino de Alencar, 1247 - Tirol
CEP 59.022-350 - Natal-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Hegésippo Reis de Oliveira nº 10
Fundada em 12/08/1967 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Presidente Quaresma, 1119 - Lagoa Seca
CEP 59.030-100 - Natal-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Bet-El nº 12
Fundada em 19/11/1970 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Edmar Francisco Pereira, s/n, Aeroporto
CEP 59.607-240 – Mossoró-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.União do Agreste nº 15
Fundada em 24/06/1977 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua 1º de Maio, s/n
CEP 59.215-000 - Nova Cruz-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Cirilo Santos nº 16
Fundada em 05/08/1980 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Daniel Gomes de Oliveira, 44
CEP 59.360-000 – Parelhas-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Vale do Apodi nº 17
Fundada em 16/10/1980 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 19h30
Endereço: Rua Albanisa Barbosa, nº 100, Conj. IPE, BR 405, Km 75
CEP 59.700-000 - Apodi-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.União e Vitória nº 20
Fundada em 16/12/1986 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: CEP 59.150-000 – Parnamirim-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Princesa dos Canaviais nº 22
Fundada em 15/09/1987 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Santa Terezinha, 80, Conj. Luiz Lopes Varela
CEP 59.570-000 - Ceará-Mirim-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Sol Nascente nº 24
Fundada em 28/01/2000 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Maracanã, 7933, Cidade Satélite
CEP 59.067-280 – Natal-RN

Hoje na História – 30 de novembro


30/11/1986 - Um terremoto de magnitude 5.3 na escala Richter atinge o município de João Câmara, no Rio Grande do Norte.

30/11/1986 - Morre Cary Grant, ator americano de origem inglesa.

30/11/1981 - Os Estados Unidos e a União Soviética começam a negociar em Genebra um acordo para reduzir o número de armas nucleares na Europa.

30/11/1967 - A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil ( CNBB ) condena a prisão de clérigos.

30/11/1964 - O Presidente Castelo Branco promulga o Estatuto da Terra – lei que regula direitos e obrigações concernentes aos bens imóveis rurais.

30/11/1950 - Harry Truman, presidente dos Estados Unidos, anuncia que seu país pode utilizar a bomba atômica no conflito da Coréia.

30/11/1947 - Um dia após as Nações Unidas declararem a formação do estado de Israel, o estado judeu é atacado por seus países vizinhos.

30/11/1935 - Na Alemanha de Hitler, é concedido o direito de divórcio no caso de um dos cônjuges não acreditar nos ideais nazistas.

30/11/1935 - Morre o poeta português Fernando Pessoa.

30/11/1930 - Inauguração de vôos comerciais entre Brasil e Estados Unidos pela Pan American Airlines.

30/11/1922 - Manifestação do Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães reúne 50 mil pessoas em Berlim.

30/11/1919 - Pela primeira vez na França, mulheres votam em eleições legislativas.

30/11/1913 - Charles Chaplin inicia a sua carreira de ator cinematográfico com o filme “Making a Living”, de Mark Sennett.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

AGENDA MAÇÔNICA - 29/11/2010

Hoje é dia de Sessão Maçônica nas Oficinas abaixo:

Aug:.Gr:.Ben:. e Gr:.Benf:.Loj:.Simb:.Filhos da Fé nº 02
Fundada em 23/10/1899 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Santo Antonio, 736, Cidade Alta, Cx. Postal 181
CEP: 59.025-520 – Natal-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.João da Escóssia nº 09
Fundada em 15/05/1967 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Felipe Camarão, 23, Doze Anos
CEP 59.600-100 – Mossoró-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Fraternidade de Ponta Negra nº 19
Fundada em 11/10/1985 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Av. Praia de Muriú, 260 - Ponta Negra
CEP 59.092-390 – Natal-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Padre Soveral nº 21
Fundada em 19/07/1987 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Padre Manoel Januário, 127
CEP 59.190-000 – Canguaretama-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Frank Shermann Land nº 27
Fundada em 20/08/1998 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Dr. José Américo, S/N - Jardim Satélite
CEP 59.300-000 - Caicó-RN

INSTRUÇÃO

Telhar ou trolhar?
Ir.: José Dias de Oliveira


TELHAR é examinar alguém nos sinais, toques e palavras para verificar a sua qualidade maçônica, ou seja, o seu grau, ou se os trabalhos forem superiores aos que possui. É uma cobertura, e como as telhas servem para cobrir os edifícios, o ato de telhar serve para cobrir o Templo a profanos, ou aqueles Irmãos que não possuem graus para participar dos trabalhos da Loja.


O termo TELHAR é confundido com TROLHAR, que para este caso é totalmente errado. Quando o Cobridor ou Telhador examina alguém nos sinais, toques e palavras, ele estará se cobrindo e cobrindo os trabalhos contra eventuais fraudes. Telhador é um título bastante utilizado em Obediências européias para representar o oficial responsável pela cobertura do Templo, cobrir o Templo a perjuros, ou a maçons que não possuem grau suficiente para assistir aos trabalhos, ou ainda, aos que devem se retirar do Templo.



Como em Maçonaria tudo tem relação com a arte de construir, a cobertura só pode ser feita com telhas, daí derivando o termo telhar. Assim, esse oficial nos países de língua inglesa é o Tiler (de tile = telha); nos países de idioma francês é o Tuilleur (de tuille = telha); na Itália é o Tegolatore (de tégola = telha), e assim por diante.



A trolha - que não deve ser confundida com a colher de pedreiro - é uma espécie de pá retangular, na qual fica a argamassa, que o pedreiro vai retirando com a colher e aplicando. Depois da aplicação do material, ele usa a trolha, para alisar a massa aplicada, aparando as arestas, as asperezas e as rugosidades. Desse peculiar uso da trolha é que surge como termo maçônico o verbo TROLHAR, que significa apaziguar as divergências entre maçons, passando a trolha e eliminando as arestas, as asperezas, que representam, simbolicamente, aquelas divergências e atritos.

Hoje na História – 29 de Novembro


29/11/1947 - Em Nova Iorque, a Assembléia Geral das Nações Unidas, presidida pelo brasileiro Oswaldo Aranha, aprova a criação do Estado de Israel (mapa).

29/11/1807 - D. João, Príncipe do Brasil, embarca para a colônia acompanhado de toda a família real e de altos dignatários da nobreza e do clero.

29/11/1842 - No Brasil é autorizada por decretos a emissão de selos postais.

29/11/1999 - Astrônomos da Universidade da Califórnia descobrem seis novos planetas que orbitam estrelas fora do sistema solar.

29/11/1952 - Casam-se na Candelária, no Rio de Janeiro, o sertanista Aires da Cunha e a índia Kalapalo Diacuí.

29/11/1888 - O físico alemão Heinrich Hertz prova a existência das ondas eletromagnéticas, o que possibilitou a telegrafia sem fio.

29/11/1945 - Na Iugoslávia, a recém eleita Assembléia Constituinte proclama a República Federal Popular da Iugoslávia.

29/11/1943 - Na clandestinidade, Tito (Josip Broz) se torna marechal do exército popular iugoslavo e presidente do governo provisório.

29/11/1913 - Aberta a loja Mappin Stores, o primeiro magazine de São Paulo.

29/11/1910 - José Gomes Pinheiro Machado, militar e político da República Velha, funda com Quintino Bocaiúva o Partido Republicano Conservador.

29/11/1782 - A Grã-Bretanha assina um acordo preliminar em Paris, reconhecendo a independência norte-americana.

29/11/1990 - As Nações Unidas autorizam o uso de força militar contra o Iraque, caso o país não se retire do Kuwait até 15 de janeiro de 1991.

domingo, 28 de novembro de 2010

LEITURA DE DOMINGO - Revelando Segredos da Maçonaria

A edição de novembro de 2010 da Revista Star, traz longa matéria sobre a Sublime Ordem com o título Revelando segredos da Maçonaria, que o Blog do GOIERN transcreve abaixo.
Quem quiser, pode acessar direto o site da revista clicando aqui.
Boa leitura:

Revelando segredos da maçonaria
Considerada uma das sociedades mais herméticas do mundo, a maçonaria reúne tradições e símbolos guardados em segredos por séculos e que são revelados apenas aos iniciados em seus mistérios

Por Ronildo Jesus - Fotos: Retrato 3 Estúdio  - Ilustração: Paulo Werner

Envolta em mistério, a maçonaria reúne tradições e símbolos que vêm sendo guardados em segredos há séculos e que são revelados apenas aos que se iniciam nela. Mas o que seria, enfim, a maçonaria? Por quê tantos segredos? Como acontecem as reuniões, quais são os critérios adotados para se tornar um maçom? A revista Star realizou entrevistas com exclusividade e pesquisou, inclusive com consultas a bibliografias raras, os segredos que envolvem a maçonaria.

A reportagem que se segue traz ao público algumas das verdades consideradas veladas sobre os símbolos, práticas e filosofia desta ordem milenar que tem representantes em praticamente todos os países do mundo.
 Depois de ampla pesquisa, a reportagem entrou, com exclusividade, no templo sagrado da Grande Loja Maçônica de Minas Gerais, na avenida Brasil, bairro Santa Efigênia, em Belo Horizonte, a convite de dois veteranos mestres maçons: o grão-mestre Janir Adir Moreira – da Grande Loja Maçônica de Minas Gerais – e o venerável mestre Sérgio Guimarães Quirino - da Loja Simbólica Presidente Roosevelt, também em Belo Horizonte.

 O mistério se acentua na entrada ao templo. Após caminhar três ou quatro passos com os olhos fechados (a pedido dos entrevistados) e as luzes apagadas, não é possível ao visitante dimensionar o tamanho do ambiente. Com os olhos abertos, uma tênue luz é acesa e, aos poucos, se intensifica. A percepção do ambiente fica nítida. E, ao contrário do que se pensa, a dimensão do templo é diminuta. A sensação é de poder diante do universo, já que o teto em forma de abóbada quase pode ser tocado. Estamos dentro de um espaço tido como sagrado pelos maçons, um dos acessos mais restritos da sociedade.
Transpor a grande porta de madeira (foto abaixo) que guarda os segredos do templo da ordem é limitado a poucos. “É um lugar sagrado para o maçom, por isso a entrada é restrita”, avisa o mestre.


MORTE TERIA DADO ORIGENS
A origem da maçonaria é muito antiga. Os estudos apontam para alguns séculos antes de Cristo, embora, oficialmente, como sociedade civil, ela tenha origem no Século XVIII.  A palavra maçonaria vem do francês maçonnerie (construção, tradução livre) e maçom provém do inglês mason (pedreiro, tradução livre). Maçonaria, então, poderia ser traduzida como associação de pedreiros. De acordo com pesquisas, os primeiros maçons seriam construtores e, no passado, teriam erguido importantes obras do mundo. Uma das mais famosas seria o templo de Jerusalém, construído por Salomão, narrado no Velho Testamento.
 Conta-se que durante a obra, Hiram Abiff, o engenheiro-chefe, teria sido assassinado por três de seus assistentes. O motivo do crime envolveria os segredos da engenharia e uma disputa por cargos e promoções. Hiram Abiff morreu sem revelar o segredo e tornou-se uma espécie de mártir para os maçons.

SEGREDO É INFORMAÇÃO VALIOSA
De acordo com o mestre da loja Presidente Roosevelt 025, Sérgio Quirino, o segredo é uma informação valiosa revelada aos que conquistam o status quo de receptores e transmissores desses conhecimentos. “Existem segredos industrial, militar, de justiça, do sacerdócio e até mesmo os de família. Como a maçonaria faz parte da sociedade, é natural que ela também restrinja algumas informações, revelando-as somente aos seus membros. Porém, temos uma característica única: nossos segredos são codificados em símbolos que podem ser acessados por aqueles que não foram iniciados na maçonaria, mas não serão integralmente compreendidos”, avisa.

“Na maçonaria, a informação é manifestada pelo abstrato, pela simbologia. Mais do que ver um ícone é preciso compreender a história dele e em qual contexto ele está inserido. Os verdadeiros segredos maçônicos não são grafados em linguagens tradicionais. As aplicações desses segredos estão expostas nas obras dos maçons espalhados pelos quatros cantos do mundo, sejam em movimentos libertários, no tratamento igualitário dos povos e na construção de uma sociedade fraterna”.

Questionados sobre quais assuntos são discutidos nas reuniões maçônicas, tanto o grão-mestre Janir Moreira quanto o mestre Sérgio Quirino não entraram em detalhes. “Tratamos dos mais variados assuntos. São discutidos temas filosóficos e aprofundamentos de estudos de ética, moral e filosofia de vida, entre outros. Há também estudos da própria essência da maçonaria e questões ligadas a interesses sociais e coletivos. Nada diferente do que se discute em qualquer lugar. Ainda hoje, os principais segredos da maçonaria são os ritos de iniciação do maçom à ordem e à progressão dos graus”, explicou o grão-mestre.

Prédio sem janelas guardaria segredos

A poucos metros da Santa Casa, na avenida Brasil, o Palácio Maçônico, sede da Grande Loja Maçônica de Minas Gerais, é distinguido pela falta de janelas no prédio. No topo do edifício, um emblema formado por um esquadro e um compasso aberto em volta da letra G identifica a ordem. A frase “Grande Loja Maçônica de Minas Gerais”, em letras prateadas, na entrada do prédio, até poderia desfazer o ar de mistério.

Santa Casa teria tido participação de maçons

Uma acácia plantada em um jardim, em frente à Santa Casa de Belo Horizonte, esconde, para muitos, um segredo: a maçonaria está presente naquele local. A revelação é do mestre da loja maçônica Presidente Roosevelt 025, Sérgio Quirino. “A Santa Casa foi construída com a participação de fundos da maçonaria. Este é um segredo. Não há registros, não há nada escrito, mas um maçom reconhece ali algo que registra a nossa participação”, diz, referindo-se à acácia, um dos símbolos da Maçonaria.

Mulheres não são aceitas

De acordo com o venerável mestre Sérgio Quirino, embora não tenham acesso às reuniões ritualísticas nas lojas, as mulheres são consideradas peças fundamentais na maçonaria. “Um dos segredos da maçonaria é que durante o processo de pesquisa a esposa do candidato é procurada e se ela não concordar que ele entre na maçonaria, nós não o aceitaremos, mesmo que ele seja uma pessoa honesta e possua valores morais e éticos muito bons. Não queremos ser causadores de conflitos entre casais. Vamos dizer a ele que não o aceitaremos e que ele se dedique à esposa, porque a família é muito mais importante do que nós. Muitas vezes, as  mulheres não têm noção da importância do aval dela para nós”, diz.

Ainda segundo mestre Sérgio Quirino, a maçonaria não aceita mulheres em suas reuniões por razões históricas e políticas: “Os maçons são originados das guildas, de trabalhos brutos, em uma época em que mulheres não trabalhavam. E isso permaneceu na tradição. Quando passamos a questionar, o que chamamos de operativo e as reuniões passaram a ter um caráter especulativo de pensamentos, nos séculos XVI e XVII, elas se davam em clima festivo, em reunião de homens e não convinha, na época, a presença de mulheres. Depois, quando os maçons se transformaram em grandes libertadores, eles sofreram pressões. Pela natureza do homem, já é muito difícil compartilhar uma pressão, uma dor com um irmão. Compartilhar este sofrimento com uma mulher seria, nesta época, muito mais difícil”, explica.

Porém, com o tempo, a mulher passou a ter mais espaço na maçonaria por meio das instituições paramaçônicas. “Temos fraternidade feminina, as ‘Filhas de Jó’, filhas e esposas de maçons, que se reúnem com o propósito de enlevo de moral”, conclui.

Maçonaria namora o poder

Um dos mitos que cercam a maçonaria é o de que seus membros se tornam ricos depois que nela se ingressam, o que é desmentido pelo grão-mestre. Segundo ele, o que ocorre é um crescimento individual natural. “Não existe a situação de uma pessoa entrar para a maçonaria e ficar rico. Isto faz parte de um mito. A maçonaria tem por finalidade básica investir no homem para que ele se aperfeiçoe e possa servir à coletividade”.

No entanto, o grão-mestre admite o flerte com o poder. “A maçonaria sempre esteve muito próxima do poder, embora não cuidemos de política partidária. Para a maçonaria, no entanto, é muito interessante que seus membros ocupem postos representativos na sociedade, sejam na área pública ou privada”.

O histórico de maçons no poder é grande. Nos EUA, o primeiro presidente norte-americano, George Washington seria dos quadros da maçonaria, assim como outros 14 ex-presidentes americanos. Entre eles, Theodore Roosevelt, Franklin Delano Roosevelt, Harry Truman, Gerald Ford e até Barack Obama.

No Brasil, a lista seria composta por ex-presidentes como Deodoro da Fonseca, Floriano Peixoto, Prudente de Moraes, Campos Salles, Nilo Peçanha, Hermes da Fonseca, Wenceslau Brás, Delfim Moreira, Washington Luís, Nereu Ramos e Jânio Quadros. Personagens como Padre Feijó, Tiradentes e até Dom Pedro I teriam sido iniciados na maçonaria. Atualmente, estima-se que haja cerca de 5,5 milhões de maçons no mundo.

Nota de 1 dólar traria símbolos maçônicos

A imagem fala por si mesma. Se você pegar uma caneta e desenhar o símbolo de Salomão em uma nota de um dólar, as pontas da estrela formarão a palavra “mason”, (maçom, em inglês). A parte de cima da pirâmide formaria outro importante símbolo maçônico: “O Olho que Tudo Vê”, uma alusão ao Grande Arquiteto do Universo.

Estrutura interna tem vida própria

A maçonaria tem vida própria. A ordem é regida por uma legislação interna, com direito a cargos hierárquicos e eletivos. A maior liderança recebe o título de grão-mestre e é eleito por um período de três anos. “A Grande Loja Maçônica de Minas Gerais é uma sociedade civil, sem fins lucrativos e tem sob seu domínio as 331 lojas do estado”, diz Janir Adir Moreira, grão-mestre de Minas Gerais.

O organograma da maçonaria lembra o de um Estado: além do poder executivo, a ordem conta com câmaras julgadoras que elaboram e regem o regulamento da instituição.

Rigorosos em seus princípios, os maçons passam por vários processos de aprofundamento nos conhecimentos e galgam níveis na hierarquia da Ordem. Aprendiz e companheiro são os graus elementares. Com o desenvolvimento individual, pode-se chegar a mestre e até inspetor-geral da Ordem, grau 33. Mas em casos de deslizes de comportamento, os maçons podem ser até expulsos da organização. “Aquilo que no cidadão comum talvez seja considerada uma qualidade rara, para o maçom não passa do cumprimento elementar de um dever. Portanto, os desvios éticos e morais são julgados por seus próprios irmãos, através de uma câmara de justiça e pode resultar até em expulsão”, frisa o grão-mestre.

O ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, teria pedido desligamento da maçonaria, após denúncias de corrupção em seu governo. A decisão, de acordo com reportagem publicada no jornal “O Estado de S.Paulo”, seria a de se antecipar à decisão de seus “irmãos”, evitando mais constrangimento.

Saiba mais
La Symbolique Maçonnique, de Jules Boucher;
Les francs-maçons, de Serge Hutin;
A Maçonaria Brasileira no Século XIX, de Eliane Lúcia Colussi;
Curso de Maçonaria Simbólica, de Theobaldo Varolli Filho.
Na internet