quinta-feira, 31 de março de 2011

IRAN partiu para o Oriente Eterno


Oh! Meu grande amigo e Irmão 
IRAN DE SOUSA CAMPOS

Você caiu e,
Não mais se levantou,
Uma queda sem retorno,
Renunciou as vaidades do mundo.
Gostaria de estar aí,
Plantar uma árvore em seu túmulo,
Para florescer o nome de
Todos os seus amigos,
Os amigos de perto e de longe,
Os antigos e os mais recentes,
Os que vemos a cada dia,
E os de horas alegres,
Os que magoamos ou,
Os que sem querer nos magoaram,
Os que pouco nos devem e
Os a quem muito devemos,
Aos amigos humildes e aos importantes,
Os nomes de todos os que
Passaram em nossas vidas,
Os que amamos e estimamos,
Sem lhes dar a entender.
Para que possamos através desta árvore,
Uma árvore de sombra muito agradável,
Que a nossa amizade seja
Um mundo de repouso entre
As lutas da vida.
Uma árvore de muitas felicidades
E cheia de amor.

Obrigado por sua presença em nossas vidas!

Roberto Florêncio

terça-feira, 22 de março de 2011

AGENDA MAÇÔNICA - 22/03/2011

Hoje é dia de Sessão Maçônica nas Oficinas abaixo:


Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.27 de Dezembro nº 04
Fundada em 08/09/1954 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua São José,306 - Centro - Cx. Postal 27
CEP 59.500-000 - Macau-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Coronel Fausto nº 05
Fundada em 19/03/1957 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Maria Lúcia de Góis, 26, IPE
CEP 59.655-000 - Areia Branca-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Bartolomeu Fagundes nº 08
Fundada em 05/08/1964 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Alexandrino de Alencar, 1247 - Tirol
CEP 59.022-350 - Natal-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Hegésippo Reis de Oliveira nº 10
Fundada em 12/08/1967 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Presidente Quaresma, 1119 - Lagoa Seca
CEP 59.030-100 - Natal-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Bet-El nº 12
Fundada em 19/11/1970 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Edmar Francisco Pereira, s/n, Aeroporto
CEP 59.607-240 – Mossoró-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.União do Agreste nº 15
Fundada em 24/06/1977 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua 1º de Maio, s/n
CEP 59.215-000 - Nova Cruz-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Cirilo Santos nº 16
Fundada em 05/08/1980 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Daniel Gomes de Oliveira, 44
CEP 59.360-000 – Parelhas-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Vale do Apodi nº 17
Fundada em 16/10/1980 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 19h30
Endereço: Rua Albanisa Barbosa, nº 100, Conj. IPE, BR 405, Km 75
CEP 59.700-000 - Apodi-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.União e Vitória nº 20
Fundada em 16/12/1986 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: CEP 59.150-000 – Parnamirim-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Princesa dos Canaviais nº 22
Fundada em 15/09/1987 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Santa Terezinha, 80, Conj. Luiz Lopes Varela
CEP 59.570-000 - Ceará-Mirim-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Sol Nascente nº 24
Fundada em 28/01/2000 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Maracanã, 7933, Cidade Satélite
CEP 59.067-280 – Natal-RN

PENSATA

Sois Maçons?
Ir:.Milo Bazaga

Só me lembrava daquela forte dor no peito. Como viera eu parar aqui?
O ambiente me era familiar. Já estivera aqui, mas quando?
Caminhava sem rumo. Pessoas desconhecidas passavam por mim. Contudo, não tinha coragem da abordá-las. Mas espere que grupo seria aquele unido e de terno preto? Lógico! Não estariam indo e vindo de um enterro; hoje em dia é tão comum pessoas irem ao velório com roupa preta.
É claro, são Irmãos. Aproximei-me do grupo. Ao me verem chegar interromperam a conversa.
Discretamente executei o Sinal de Aprendiz, obtendo de imediato a resposta. Identifiquei-me. Perguntei ansioso o que estava acontecendo comigo. Respondera-me com muito cuidado e fraternalmente. Havia desencarnado. Fiquei assustado; e a minha família, os meus amigos, como estava?
- Estão bem não se preocupe; no devido tempo você os verá, responderam.
Ainda assustado, indaguei os motivos de suas vestes.
- Estamos nos encaminhando ao nosso Templo Maçônico - foi a resposta.
- Templo Maçônico, vocês tem um?
- Sim, claro. Por que não?
Senti-me mais à vontade, afinal de contas sou um Grande Inspetor Geral da Ordem e com certeza receberei as honrar devidas ao meu elevado Grau. Pedi para acompanhá-los, no que fui atendido.
Ao fim da pequena caminhada, divisei o templo. Confesso que fiquei abismado. Sua imponência era enorme. As Colunas do pórtico, majestosas. Nunca vira nada igual. Imaginei como deveria ser seu interior e como me sentiria tomando parte nos trabalhos. Caminhamos em silêncio. Ao chegar ao salão de entrada verifiquei grupo de Irmãos conversando animadamente, porém em tom respeitoso.
O que parecia o Líder do grupo que acompanhava chamou a um Irmão que estava adiante.
- Irmão Experto: Acompanhai o Irmão recém-chegado e com ele aguarde.
Não entendi bem. Afinal, tendo mostrado meus documentos, esperava, no mínimo, uma recepção mais calorosa. Talvez estejam preparando uma surpresa à minha entrada; para o grau 33 não se poderia esperar nada diferente.
Verifiquei que os Irmãos formavam o corteja para a entrada ao Templo. À distância, não pude ouvir o que diziam, contudo, uma luminosidade esplendorosa cercou a todos. Adentraram silenciosamente no Templo.
Comigo ficou o Irmão Experto. De tanta emoção não conseguia dizer nada. O Tempo passou... não pude medir quanto. A porta do Templo se entreabriu e o Irmão M.’.C.’. Encaminhando-se a mim comunicou que seria recebido. Ajeitei o paletó, estufei o peito, verifiquei se minhas comendas não estavam desleixadas e caminhei com ele. Tremia um pouco, mas quem não o faria em tal circunstância?
Respirei fundo e adentrei ritualisticamente ao Templo. Estranho... Esperava encontrar luxuosidade esplendorosa, muito ouro e riquezas. Verifiquei rapidamente, no entanto, uma simplicidade muito grande. Uma luz brilhante, vinda não sabe de onde iluminava o ambiente. Cumprimentei o Venerável Mestre e os Vigilantes na forma do ritual. Ninguém se levantou à minha entrada. Mantinham-se calados e respeitosos. Não sabia o que fazer… Aguardava ordens…., e elas vinham na voz firme do Venerável:
- S.’.M.’.?
Reconhecendo a necessidade do trolhamento em tais circunstâncias, aceitei respondê-lo:
- M.’. I.’.C.’.T.’.M.’.R.’.
Aguardei seguro, a pergunta seguinte. Em seu lugar o V.’.M.’. dirigindo-se aos presentes, perguntou?
- Os Irmãos aqui presentes, o reconhecem como Maçom?
Assustei-me. O que era isso? Por que tal pergunta? O silêncio foi total. E dirigindo-se a mim, o Venerável emendou:
- Mas caro Irmão visitante, os Irmãos aqui presentes não o reconheceram como Maçom.
- Como não! Não vêem minhas insígnias? Não verificaram meus documentos e comendas?
Retrucou o Venerável.
- Sim caro Irmão. Contudo não basta ter ingressado na Ordem, ter diplomas, insígnias e comendas. Para ser Maçom é preciso antes de tudo, ter construído o seu Templo Interior, mas verificamos que tal não ocorreu com o Irmão. Observamos ainda que, apesar de ter tido todas as oportunidades de estudo e de ter o maior dos Graus, não absorveu seus ensinamentos. Sua passagem pela Arte Real foi efêmera.
- Como efêmera? Vocês que tudo sabem são observaram minhas atitudes fraternas?
Fui interrompido.
- Irmãos vejam então sua defesa.
Automaticamente desenhou-se na parede algo parecido com uma tela imensa de televisão e na imagem reconheci-me junto a um grupo de irmãos tecendo comentários desrespeitosos contra a Administração de minha Loja. Era verdade. Envergonhei-me. Tentei justificar, mas não encontrava argumentos.
Lembrei-me então de minhas ações beneficentes, indaguei-os sobre tal. Mudando a imagem como se trocassem de canal, vi-me colocando a mão vazia no Tronco de Beneficência. Era fato, costumeiramente, o fazia por achar que o óbolo não seria bem usado. Por não ter o que argumentar, calei-me e lágrimas de remorso brotaram-me aos olhos. Decidi a retirar-me cabisbaixo e estanquei ao ouvir a voz autoritária e ao mesmo tempo fraterna do Venerável:
- Meu Irmão. Reconhecemos suas falhas, quando o orbe terrestre e na Maçonaria. Contudo, reconhecemos também, que o Irmão foi iniciado em nossos Augustos Mistérios. Prometemos em suas iniciações protege-lo e o faremos. O Irmão terá a oportunidade de consertar seus erros, afinal todos nós aqui presentes já cometemos um dia. Descanse neste Plano o tempo necessário e, ao voltar à matéria para novas experiências, nós o encaminharemos novamente para a Ordem Maçônica, sua nova caminhada com certeza será mais promissora e útil.
Saí decepcionado, mas estranhamente aliviado. Aquelas palavras parecem ter me tirado um grande peso. Com certeza ali eu desbastara um pedaço de minha pedra Bruta.
Acordei, sobressaltado e suando. Meu coração disparado. Levantei-me assustado, mas com certa alegria no peito. Havia sonhado? Dirigi-me ao guarda-roupa. Meu terno ali estava.
Instintivamente retirei do meu paletó as medalhas, insígnias e comendas, guardando-as numa caixa.
Ainda emocionado e com os olhos molhados de lágrimas dirigi-me à minha mesa, com as mãos trêmulas e cheias de uma alegria envolvente retirei o Ritual de Aprendiz – Maçom.
No dia seguinte ao dirigir-me à minha Loja, somente levei o Avental de Aprendiz e humildemente sentei-me ao fundo da Coluna do Norte.

segunda-feira, 21 de março de 2011

AGENDA MAÇÔNICA - 21/03/2011

Hoje é dia de Sessão Maçônica nas Oficinas abaixo:

Aug:.Gr:.Ben:. e Gr:.Benf:.Loj:.Simb:.Filhos da Fé nº 02
Fundada em 23/10/1899 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Santo Antonio, 736, Cidade Alta, Cx. Postal 181
CEP: 59.025-520 – Natal-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.João da Escóssia nº 09
Fundada em 15/05/1967 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Felipe Camarão, 23, Doze Anos
CEP 59.600-100 – Mossoró-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Fraternidade de Ponta Negra nº 19
Fundada em 11/10/1985 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Av. Praia de Muriú, 260 - Ponta Negra
CEP 59.092-390 – Natal-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Padre Soveral nº 21
Fundada em 19/07/1987 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Padre Manoel Januário, 127
CEP 59.190-000 – Canguaretama-RN

Aug:.Resp:.Loj:.Simb:.Frank Shermann Land nº 27
Fundada em 20/08/1998 - Rito Escocês Antigo e Aceito
Sessões às 20h00
Endereço: Rua Dr. José Américo, S/N - Jardim Satélite
CEP 59.300-000 - Caicó-RN

ARTIGO

A origem do REAA
Ir:.Kennyo Ismail


Afinal, qual é a origem do Rito Escocês Antigo e Aceito? Ele é Escocês, Francês ou Americano?
Os estudiosos de plantão afirmam sem pestanejar: “É francês!”
Mas na verdade, a resposta mais prudente seria: “Depende!” Pois, nesse caso, tudo depende do que você considera por “origem”.
Se você responder que a origem do REAA é escocesa, você não estará de todo errado. A base do Rito é tida como levada pelos Stuarts e sua corte, quando exilados na França. Todos eram de famílias escocesas.
Já se você responder que a origem do REAA é francesa, isso não será um equívoco. O rito só criou forma na França, onde foi batizado como “Rito de Heredom”, possuindo 25 graus, e a partir de onde foi difundido.
Por último, se você responder que a origem do REAA é americana, não terá como desmenti-lo. Foi nos EUA que surgiu o termo “Rito Escocês Antigo e Aceito” para denominar o sistema composto pelos 25 graus do Heredom e mais os 08 graus lá criados, formando o sistema de 33 graus como é praticado hoje. Nos EUA nasceu o 1º Supremo Conselho do REAA no mundo, em 1801.
Desse modo, se você considerar a origem com base no nome e formato, o Rito é americano. Se considerar a origem com base no local onde sua prática começou a se desenvolver, o Rito é francês. Mas se considerar a origem com base em suas raízes e tradições, o rito é escocês.
Não há como dizer que uma origem é mais legítima que a outra. No mundo inteiro, os negros são chamados de afrodescendentes, os descendentes de japoneses de nipônicos, os judeus de sionistas. Os bisnetos de irlandeses nascidos nos EUA ainda se consideram irlandeses. Em todos esses casos, a origem não está no local onde nasceram, mas no local onde, de alguma forma, estão suas raízes. Foi seguindo essa linha de raciocínio que os americanos denominaram o Rito de “escocês”, pois as raízes do rito são realmente escocesas. Já seguindo o ponto de vista formal, legal, o rito é indiscutivelmente americano, pois foi nos EUA que ele foi organizado, nomeado, registrado, publicado, e onde a primeira organização para administrar o Rito foi criada. Porém, ao observar suas práticas, não há como descartar a essência da Maçonaria Francesa, incrustada em seus rituais.
Enfim, temos então um rito de raízes escocesas, desenvolvido na França e concluído nos EUA.

Hoje na história - 21 de março


21/03/1984 - Multidão de 300 mil pessoas participa de uma passeata em favor de “Diretas Já” no Rio de Janeiro (foto).
21/03/2000 -A Corte Suprema dos Estados Unidos decide o governo norte-americano não poderia classificar o cigarro como sendo uma droga.
21/03/1994 - Os últimos soldados italianos encerram seu 15º mês de missão de paz na Somália.
21/03/1985 - A polícia de Langa, África do Sul, abre fogo e mata mais de 21 manifestantes negros que marchavam em memória do 25o aniversário do massacre em Sharpeville.
21/03/1980 - O presidente norte-americano Jimmy Carter anuncia que atletas americanos não participariam nas Olimpíadas de 1980, que foram sediadas em Moscou. O boicote americano foi uma forma de protesto à invasão do Afeganistão pela União Soviética. 
21/03/1965 - Em 1965, mais de 3.000 manifestantes liderados por Martin Luther King Jr., marcham em prol de direitos civis nos Estados Unidos, iniciando sua manifestação em Selma e terminando em Montgomery, no Alabama.
21/03/1963 - A prisão de Alcatraz, na Baia de São Francisco, é evacuada por ordem do Procurador Geral Robert F. Kennedy.
21/03/1960 - Brasília se torna a nova capital do Brasil. 
21/03/1959 - O Havaí se torna o quinquagésimo estado norte-americano. 
21/03/1917 - O czar Nicolau II e sua família são presos por forças revolucionários na Rússia.
21/03/1804 - Napoleão Bonaparte promulga um novo código de leis para a França, conhecido como o “Código Napoleônico”.

domingo, 20 de março de 2011

COMPORTAMENTO

A importância da pontualidade 
do início das sessões maçônicas
Charles Evaldo Boller

A régua de 24 polegadas, entre outras características a serem desenvolvidas pelo homem maçom, simboliza a pontualidade. É uma questão de respeito para com os irmãos que chegam no horário. Pontualidade significa nem muito cedo, nem atrasado. É uma consciência de compromisso, uma atitude interior que deve ser disciplinada e treinada.
Em um relato de Albert Mackey ele diz que o arquiteto do templo de Jerusalém tinha na pontualidade uma característica extremada, mesmo com detalhes os mais insignificantes, a semelhança de sua capacidade criativa. Ele era criativo mais porque era pontual e cumpridor de seus deveres assumidos que devido ao dom inato. Ser criativo dá trabalho. Homem que não trabalha não enche o celeiro. É pelo trabalho que somos surpreendidos criando algo novo. É importante a pontualidade porque a obra não pode parar. É importante porque está em jogo toda uma autoconstrução em andamento. Construir catedrais é mais fácil que construir seres humanos. É importante porque chegar atrasado pode corromper outros pelo exemplo.
É um insulto chegar atrasado a um compromisso assumido. Existem surpresas no trânsito que eventualmente podem causar atraso. Se ocorrer algum imprevisto, avisar imediatamente aos irmãos. Hoje em dia, com o telefone celular isto é fácil. Ou então, sair mais cedo de onde se está. Chegar atrasado abre um grande leque de possibilidades de dizer ou fazer erros e cometer gafes. Impede que se saiba, por exemplo, que o grão-mestre ou outra autoridade está presente. Cria dificuldades para integrar-se à egrégora e ao clima formado. Normalmente é sessão de pouco proveito pessoal.
Se chegar atrasado é ruim, pior é se devido a isto deixar de frequentar a sessão. Isto desenvolve o vício do absentismo. Cada um se conhece o suficiente para saber que corpo e mente querem facilidades, descanso, principalmente após um dia de labutas. Que a humilhação, ou o nariz torcido de algum irmão por se chegar atrasado sirva de mola propulsora para evitar este proceder.
Chegar no horário para um compromisso assumido é fundamental para adquirir relações humanas de alta qualidade. As pessoas confiam mais numa pessoa que é pontual. Se for pontual com o combinado é pessoa que cumpre outras obrigações com o mesmo denodo e precisão. O Poema Regius ou Documento Halliwell, em um apêndice, acrescentado provavelmente por um sacerdote diz: "O mestre maçom há de assistir com pontualidade as assembleias e reuniões em geral" para desenvolver a disciplina que o norteará na vida em sociedade.
Grandes líderes cumprem aquilo que falam e são pontuais em sua execução. Tem em sua personalidade a consciência de assumir e cumprir seus compromissos com exatidão. São os mínimos detalhes que fazem a diferença em sua liderança, convencem com mais facilidade, influem e conduzem outros seres humanos porque estes confiam mais em alguém que é pontual, e sabem que se aquele falou vai cumprir.
Homens pontuais em seus compromissos são bem sucedidos em quaisquer projetos em que se envolvem. São mais felizes em seus relacionamentos familiares, sociais e profissionais. São pessoas com as quais se tem segurança em iniciar uma atividade porque existe uma grande probabilidade de vê-la concluída.
É quando pequeno que esta característica é embutida na personalidade do ser humano. É cedo na vida que o ser social por excelência, o ser humano, descobre que viver em grupo cria compromissos que devem ser cumpridos por todos os elementos do grupo. Quando mais velho ainda é possível mudar esta característica. É mais difícil e exige mais empenho. Ai entra a Maçonaria, dando um papel em branco para o irmão passar a limpo sua vida, treinar novos potenciais para a sua personalidade e fazer a diferença na sociedade.

NOTAS
Albert Mackey ou Albert Galatin Mackey, autor, maçom e médico norte-americano. Nasceu em Charleston em 12 de março de 1807. Faleceu em Fort Moroe, em 20 de junho de 1881, com 74 anos de idade. Suas principais obras: a compilação de uma série de 25 Landemarques; uma Enciclopédia Maçônica, em três volumosos tomos; um livro sobre a Jurisprudência Maçônica.
Charles Evaldo Boller é Maçom da Loja Apóstolo da Caridade 21, Oriente de Curitiba, Grande loja do Paraná